Lombalgia: causas, tratamento e 06 dicas para prevenção

lombalgia-goiania

Ortopedista especialista em Coluna em Goiânia está sendo um dos médicos mais procurados em tempo de coronavírus. Isso tem acontecido porque a pandemia de covid-19 fez aumentar os casos de dores nas costas, principalmente na lombar.

Geralmente, a lombalgia pode estar ligada a má postura, excesso de exercícios, colchão inadequado, doenças degenerativas, sedentarismo, movimentos repetitivos, uso diário de salto alto, sobrepeso, etc. Este tipo de problema também pode estar relacionado a alterações nos músculos, ligamentos ou discos, por exemplo.

Diante de uma crise de dor nas costas, é preciso consultar um ortopedista especialista em Coluna em Goiânia, pois a lombalgia é a causa mais comum de incapacidade relacionada ao trabalho e pode estar relacionada a problemas mais sérios, como estenose do canal, por exemplo.

Ortopedista especialista em Coluna em Goiânia: quando consultar um?

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 80% da população sofre com algum problema na coluna e a lombalgia é uma das principais queixas entre aquelas que estão na faixa etária dos 45 anos. Se você não quiser ter a sua qualidade de vida comprometida por causa de dores nas costas, é importante consultar um ortopedista especialista em coluna em Goiânia.

A lombalgia geralmente surge sem avisar e costuma desaparecer sozinha em alguns dias. No entanto, 40% dos brasileiros sofrem com dor crônica na coluna que pode durar mais de meses. Além disso, as dores nas costas podem ser sintomas de outras doenças, como hérnia de disco, estenose de canal, artrose, dentre outras. Diante disso, é importante que você consulte um ortopedista especialista em Coluna em Goiânia sempre que a dor nas costas for aguda e persistente.

Ortopedista especialista em Coluna em Goiânia dá dicas de como prevenir lombalgia

Por conta da pandemia de covid-19, muitas pessoas tiveram que se adaptar a uma nova rotina. Com isso, o trabalho home office se tornou comum. No entanto, trabalhar em casa em um ambiente não adaptado fez aumentar a procura por ortopedista especialista em Coluna em Goiânia, pois as dores nas costas aumentaram, conforme já comentamos no início deste artigo.

Diante dessa nova realidade, é preciso tomar alguns cuidados para prevenir as temíveis dores nas costas. Confira abaixo algumas dicas para que você não precise ir ao consultório de um ortopedista especialista em Coluna em Goiânia.

Se alongue com frequência

Além de aliviar as dores nas costas, fazer alongamento é essencial para aumentar a amplitude dos movimentos do corpo e também ajuda a relaxar a musculatura.

Faça exercícios

Se você sofre com dores nas costas, é importante que você faça algum tipo de exercício físico, pois a atividade física ajuda a fortalecer a musculatura das costas, alonga a musculatura, previne lesões e alivia dores. Algumas das modalidades recomendadas são: natação, hidroginástica, caminhada, pilates e dança. Antes de escolher uma modalidade, é fundamental que você consulte um ortopedista especialista em Coluna em Goiânia. Também é essencial fazer os treinos sob a orientação de um profissional da Educação Física, personal traine ou fisioterapeuta.

Fortaleça os músculos da barriga

As vértebras são responsáveis por dar suporte à coluna. No entanto, os músculos abdominais também são importantes, pois aumentam as força e a estabilidade das nossas costas e são responsáveis por ajudar a preservar a coluna ereta. Por isso, manter a musculatura abdominal forte é essencial para prevenir dores nas costas.

Corrija a postura

Corrija os vícios posturais, pois a má postura contribui, e muito, para que você tenha dores nas costas. Desse modo, procure prestar atenção na sua postura e evite colocar muita tensão nos músculos. Quando estiver utilizando o computador, tente ficar atento ao modo como está sentando. Evite, por exemplo, ficar debruçado sobre os braços e procure deixar a coluna ereta e os ombros para trás. Para corrigir vícios posturais, é importante visitar um ortopedista especialista em Coluna em Goiânia.

Fique de olho na escolha do colchão

Na hora de comprar um colchão, além do conforto, é preciso levar em consideração a densidade da espuma, pois ela tem relação com a melhor distribuição do peso. Quanto mais pesada e alta for a pessoa, maior deve ser a densidade da espuma. Um indivíduo que pesa 100 kg e tem 1,90 m de altura, por exemplo, precisa de um colchão diferente de quem mede 1,70 e pesa 65 kg. No primeiro caso, o ideal é comprar um colchão D33 e segundo exemplo um D28.

Peso ideal

Se você quiser prevenir dores nas costas, evite o sobrepeso, pois este é um dos principais fatores que desencadeia o problema.

Lombalgia? Ortopedista especialista em Coluna em Goiânia pode indicar pilates

Se você sofre com dores nas costas, é possível que ao consultar um ortopedista especialista em Coluna em Goiânia ele indique o pilates para tratar, reabilitar ou mesmo prevenir as dores nas costas, pois a modalidade ajuda a melhorar a flexibilidade, corrigir a postura e, ainda, fortalecer os músculos abdominais que ajudam no suporte da coluna.

O pilates também melhora a flexibilidade dos músculos da cadeia posterior (espinhais, glúteo máximo, isquiotibiais, poplíteo, tríceps sural, dentre outros). Com isso, é possível adquirir melhor amplitude de movimentos da coluna, ficando mais preparado para as atividades do dia a dia.

Como você já deve ter percebido, as vantagens do pilates para combater as dores nas costas são inúmeras. Porém, se você tiver algum problema mais sério, como hérnia de disco, por exemplo, é essencial consultar um ortopedista especialista em Coluna em Goiânia antes de iniciar qualquer prática. Além disso, jamais faça exercícios físicos sem estar sob a orientação de um profissional da Educação Física ou um fisioterapeuta.

Como reconhecer os sintomas que indicam problemas na coluna?

Se você estiver com alguns dos sintomas que serão citados abaixo, é crucial procurar um ortopedista especialista em Coluna em Goiânia. Quanto mais cedo o seu problema for diagnosticado, melhor será o prognóstico.

  • Dor que irradia para os braços e pernas;
  • Dor nas costas e dor no peito;
  • Formigamento nos membros superiores e inferiores;
  • Redução da flexibilidade e dos movimentos;
  • Alteração na sensibilidade e na força dos membros;
  • Surgimento de deformidades, etc.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Dr. Aurélio Felipe Arantes

Especialista em Cirurgia de Coluna

Antes mesmo de se tornar médico, Dr. Aurélio Felipe Arantes sabia quão importante era respeitar as individualidades – muito disto se deve aos propósitos familiares e pela influência de seu pai, médico pediatra. Hoje, 10 anos após se especializar em Coluna Vertebral, mais do que nunca entende a necessidade de atender de forma individualizada, por isso procura explicar aos pacientes todos os assuntos técnicos inerentes à doença de forma simples e clara, transmitindo segurança e orientando sobre o melhor tratamento.