Artrodese da coluna: conheça o procedimento que pode recuperar a estabilidade da coluna

artrodese

Artrodese da coluna é um dos procedimentos cirúrgicos mais consagrados e tradicionais da medicina. Há mais de um século, desde 1911, é utilizada para tratar várias doenças da coluna.

Claro que ao longo dos anos as técnicas para realizar a artrodese da coluna evoluíram e se tornaram mais modernas.

Hoje em dia o método tem pouca semelhança com as cirurgias realizadas no século 20, onde, por exemplo, as incisões (cortes) eram maiores. Acredito que a essa altura você já deve estar se perguntando: mas qual é a finalidade da artrodese?

Bom, a artrodese da coluna é um procedimento cirúrgico usado para promover a fusão (fixação) de uma ou mais vértebras permanentemente. Quando isso acontece, as vértebras ficam imobilizadas.

Assim, é possível aliviar a dor, recuperar a estabilidade da coluna, corrigir alguma deformidade ou, ainda, conter o avanço de alguma doença.

Geralmente, de duas a três vértebras são fundidas, mas isso não afeta a mobilidade global da coluna.

Vale ressaltar que a artrodese só é indicada pelo ortopedista especialista em Coluna quando os tratamentos convencionais (não cirúrgicos) não promoveram a melhora do paciente.

Quando o ortopedista especialista em coluna indica a artrodese da coluna?

A artrodese pode ser feita pelo ortopedista especialista em Coluna para tratar uma série de doenças e problemas que afetam a coluna vertebral que não responderam a tratamentos convencionais. Confira a seguir algumas dessas enfermidades.

  • Cifose
  • Artrose
  • Tumores
  • Escolioses
  • Hérnia de disco
  • Espondilolistese
  • Estenose do canal
  • Fraturas ou luxações
  • Instabilidade da lombar
  • Alterações degenerativas

Regiões em que a artrodese da coluna pode ser realizada

Em primeiro lugar, a artrodese é um método cirúrgico que pode ser feito em qualquer região da coluna (cervical, torácica ou lombar).

  • A Artrodese da cervical: geralmente é feita para tratar doenças como hérnias de disco, mielopatia cervical, fraturas e, às vezes, alguns tipos de tumores.
  • Artrodese da lombar: comumente indicada para casos de instabilidade mecânica, como espondilolistese, casos graves de espondilodiscoartrose e, também, estenose do canal lombar.
  • A Artrodese torácica: em geral, é realizada para correção de escoliose e estabilização de fraturas onde há estabilidade mecânica.

Como a artrodese da coluna é realizada?

Para realizar o procedimento, o ortopedista especialista em Coluna pode utilizar diversos instrumentos especiais, como parafusos, barras, placas, hastes, cages, espaçadores, dentre outros. Esses materiais dão a estabilidade e imobilização necessária para que a artrodese da coluna (fixação) ocorra.

No entanto, apesar de todos esses aparatos, o que causa a fusão das vértebras é a inserção de um enxerto ósseo, o qual pode vir do próprio paciente, ser sintético ou de um banco de doadores (cadavérico). As chances de rejeição do enxerto do paciente é pequena. Então, isso acaba facilitando a regeneração óssea.

Então, para fazer a artrodese da coluna, o médico especialista em Coluna insere instrumentos cirúrgicos através de pequenas incisões na pele e com mínima agressão aos tecidos próximos. As incisões são feitas de acordo com o local que será operando (costas, tórax ou abdômen)

Atualmente a artrodese é realizada de forma minimamente invasiva. O método convencional, onde as incisões são maiores e existe o afastamento da musculatura, é utilizado em casos excepcionais e de maior complexidade, quando é necessário fixar muitas vértebras, por exemplo.

 

Compartilhar este post:

Dr. Aurélio Felipe Arantes

Dr. Aurélio Felipe Arantes

Dr. Aurélio é ortopedista especialista em coluna vertebral e possui ampla experiência na área. Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Goiás, é membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). CRMGO 11500 – RQE 7219 - Clique e conheça mais!

Conheça Mais
Você vai gostar também